10 sugestões de viagens para se fazer antes de completar 30 anos.

0
1576

Confira uma lista de destinos turísticos para quem curte lugares exóticos e não abre mão de experiências “com emoção”
Viajar para lugares distantes e incorporar um pouco de aventura e adrenalina em passeios turísticos pode ser a pedida ideal para quem tem pouco mais de 20 anos. Se você prefere experiências “com emoção”, alguns roteiros são inesquecíveis – e indispensáveis. E já que ninguém é jovem e livre para sempre, confira uma lista com algumas sugestões de viagens para se fazer antes de completar 30 anos.

Patagônia – Argentina

alx_patagonia-turismo-20150102-02-1_copy_original
Contemple o azul das geleiras do Parque Nacional Los Glaciares, na Patagônia, Argentina. Criado em 1937, o Parque foi declarado pela UNESCO Patrimônio da Humanidade. Seus quase 700.000 hectares são compostos por montanhas, lagos e bosques gelados. O Glaciar Perito Moreno é o mais famoso. É possível chegar lá por meio de transporte público, carro ou transfer. Para quem deseja fazer algo além de observar o gelo, é possível fazer trilhas de mais de três horas e mini trekking.
Victoria Falls – Zambia e Zimbabwe

alx__01-victoria-falls_original
Na fronteira entre Zâmbia e Zimbabwe, nade num horizonte de água inifinito, à beira de um penhasco, na chamada “piscina do diabo”, nas Cataratas de Victoria. No século XIX, a tribo Kokolo chamava as Cataratas de “Mosi-oa-Tunya”, a fumaça que ruge. Essa ainda é uma descrição perfeita da impressionante queda d’água que se lança sobre rochedos de basalto ao longo da fronteira com a Zâmbia. Perto dali há uma aldeia do povo Mukuni e um parque com girafas, antílopes e rinocerontes. Nas cataratas também é possível presenciar o arco-íris da lua, em períodos de lua cheia. O fenômeno ocorre quando o luar passa pela água da cascata e produz um arco-íris. As corredeiras do entorno também são conhecidas como as melhores para a prática de canoagem.
Trilha Pacific Crest – Estados Unidos

pacific
Aventure-se na trilha do Pacific Crest, entre os Estados de Califórnia, Oregon e Washington. O caminho de 4.264 quilômetros que pode ser percorrido a pé ou a cavalo do México ao Canadá, e já foi chamado de Trilha Apalache da Costa Oeste dos Estados Unidos. A descrição, contudo, não lhe faz justiça, pois é mais longa, rústica e exigente do que a versão na costa leste.
A trilha foi percorrida pela escritora americana Cheryl Strayed, 46 anos, autora do livro de memórias Livre, que já vendeu mais de um milhão de cópias desde que foi lançado, em março de 2012. A obra ganhou adaptação para o cinema, com Reese Witherspoon como protagonista. Além disso, o filme também levou uma indicação ao Oscar.
Festas ao luar em Koh Phangan – Tailândia

tai
Não deixe de dançar a noite toda, vestido de neon, em uma das festas de lua cheia mensais em Koh Phangan, na Tailândia. Os eventos reúnem locais e turistas em torno de músicas típicas e comidas de rua.
Lago Jellyfish – Palau

palau
Mergulhar em um local infestado de águas-vivas pode ser um pesadelo para qualquer um, mas existe um lago marinho onde os turistas podem fazê-lo sem medo de ser atingidos. No lago Jellyfish no arquipélago de Palau, no Pacífico, os animais foram ao longo dos anos sofrendo uma mutação, tornando-se inofensivos aos humanos.
Festas em Cancun – México

cancun
Passe férias em Cancun, no México, onde você pode se divertir em clubes populares como Mandala e Dady’O. Bebidas custam pouco, portanto, não exagere nos drinks. Durante o dia, mergulho em Isla Mujeres ou Cozumel são boa pedida para quem quer curtir a natureza. Um pouco de cultura também não faz mal e não deve atrapalhar a badalação. Não muito longe dali, há a cidade de Tulum, onde pirâmides maias podem ser visitadas a beira mar. E que mar!
Sudeste asiático – Camboja, Laos, Vietnã e Indonésia

camboja
Encare um mochilão pelo sudeste asiático, de preferência com um grupo de amigos. Apesar de os resorts da região oferecerem luxo e sofisticação, os hostels também são bem equipados e possuem muito agito para mochileiros. Algumas paradas obrigatórias são Chiang Mai, na Tailândia, Angkor Wat no Camboja, Laos, Hanoi, no Vietnã, e Bali e Bali, na Indonésia.
Mardi Gras – Estados Unidos

alx_06-mardi_gras_colour-victoriaadvocate_original
Desfile pelas ruas de Nova Orleans, nos Estados Unidos, para comemorar o carnaval local de Mardi Gras. A data é comemorada todos os anos no dia anterior à Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma, após vários desfiles dedicados a personagens mitológicos como Endimião, Orfeu, Baco e o rei Zulu. O jazz e rhythm and blues também não faltam ao longo da Bourbon Street, onde os turistas alugam as varandas das casas, que se transformam em camarotes. Para quem se cansou da Sapucaí e gosta de jazz, é o carnaval dos sonhos.
Surfar no Hawaii – Estados Unidos

surf
A ilha de Maui, no Hawaii, é um lugar consagrado entre surfistas mais obstinados. Lá, as ondas podem alcançar 120 pés. A ilha também atrai jovens apaixonados pela natureza, que querem desbravar as florestas de bambú e as cachoeiras do Parque Nacional de Haleakala.
Alpes suíços – Suíça

alpes
Pratique esqui nas imponentes montanhas dos Alpes Suíços. Entre as principais estações estão Zermatt, Klosters e Gstaad. Ao final do dia, não deixe de parar nos bares que ficam ao pé da montanha, onde os esquiadores dançam ao som de música típica e veem o sol se por na neve.
Fonte: Veja