8 destinos onde os turistas não são bem-vindos

0
3412
A escolha de um destino para fazer uma grande viagem leva em conta inúmeros fatores, como belos pontos turísticos, bons hotéis, boa gastronomia e claro receptividade.
 
Alguns lugares famosos, no entanto, não tratam seus visitantes como deveriam, pelo menos foi isso que constatou um levantamento realizado pelo jornal britânico Independent.
 
De acordo com a publicação, Barcelona, na Espanha, e Amsterdã, na Holanda, são algumas dessas regiões.
 
Confira a seguir 8 destinos onde a receptividade com os turistas não é tão calorosa assim e veja as justificativas para isso.
 
Ilhas Koh Khai, na Tailândia
 
 
Há cerca de um ano, o governo tailandês decidiu restringir o acesso de turistas em três famosas ilhas do país: Koh Khai Nok, Koh Khai Nui e Koh Khai Nai. Popularmente conhecidas, as ilhas já atraíram milhões de turistas de diferentes partes do mundo por conta de seus corais e biodiversidade marinha e foi justamente o excesso que gente que fez com que o Departamento de Recursos Marinhos e Costeiros do país tomasse essa drástica decisão: nada de turistas por lá.
 
Butão
 
Esse país no sul da Ásia abriu há pouco mais de 40 anos seus portões para visitação, mas mesmo assim não pense que é tão fácil passar dias agradáveis por lá. Para conhecer a região, inúmeras exigências são impostas aos turistas, entre elas uma taxa bem salgada de permanecia diária no país que gira em torno de 800 reais por pessoa.
 
Barcelona, na Espanha
 
Famosa em todo o mundo, Barcelona tem dificultado cada vez mais a visitação de turistas. Desde 2015, Ada Colau i Ballano, prefeita da cidade, busca alternativas para que a região receba menos gente de fora, entre elas o veto de licenças de novos hotéis e imóveis de temporadas e impostos que façam as pessoas pensarem duas vezes antes de querer conhecer a cidade.
 
Amsterdã, na Holanda
 
Outra cidade europeia que não vê com bons olhos os turistas é Amsterdã e quem deixou bem claro a intenção de restringir o número de visitantes à região foi o diretor de marketing da cidade, Frans van der Avert, que afirmou que muitas cidades europeias estão morrendo com o turismo. Para ele, aumentar a qualidade dos visitantes faz mais sentido do que receber milhares de turistas que estão interessados apenas em fazer de Amsterdã palco de festa.
 
Onsen, no Japão
 
 
Se você tem tatuagem, não se atreva a visitar a região de Onsen, no Japão, famosa por suas águas termais e casas de banho. Tatuagem ainda é um tabu no país asiático e pessoas com o corpo tatuado são terminantemente proibidas de usufruir dos benefícios de Onsen.
 
Santorini, na Grécia
 

A famosa ilha no sul do mar Egeu recebe todos os dias centenas de cruzeiros que atracam por lá e trazem uma quantidade exagerada de turistas. Por deixar a região sobrecarregada, o número diário de visitantes que podem desembarcar em Santorini foi limitado a 8.000 turistas.
 
Cinque Terre, na Itália
 
Cinque Terre é considerado Patrimônio Mundial da Unesco e o número exacerbado de turistas fez com que autoridades locais repensassem formas de diminuir a visitação. Um dos planos é introduzir cobrança aos turistas que querem conhecer a área costeira.
 
Arlington, no Texas (EUA)
 
Arlington, no Texas, foi considerado por meio de uma pesquisa a região menos turística de todo o território americano. A cidade tem fama de tratar de maneira hostil seus visitantes, então a dica é passar bem longe da região.
 
Fonte: Daniela Barbosa / Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here