Deportado ou barrado no aeroporto: diferenças e como proceder.

89
51743

A tranquilidade pode ser interrompida logo no desembarque. Ser barrado no aeroporto é uma situação até bem comum e que pode acontecer mesmo que você tenha o visto em mãos. Entretanto, apesar de bastante desagradável, isso não significa uma deportação.

Barrado no aeroporto
Ninguém pensa em desembarcar em um país e ser mandado de volta para casa, mas pode acontecer. O melhor é sempre precaver-se para não cair na desconfiança do agente da imigração.
Qualquer cidadão estrangeiro pode ser barrado no aeroporto e retido. Isso acontece quando, por algum motivo, a imigração desconfia do objetivo da sua viagem. As suas respostas parecem não coincidir ou as roupas na sua bagagem não condizem com o clima local e duração da estadia, por exemplo. O agente pode alegar ainda que a sua hospedagem não está garantida, caso não tenha comprovação de reserva. As justificativas podem ser as mais variadas e será aberta uma investigação. Existe a chance da sua entrada ser permitida, mas há a expectativa de que você seja inadmitido e enviado para o país de origem.

Ser Deportado
A deportação acaba por ser mais delicada porque, neste caso, a imigração tem provas concretas da sua ilegalidade. Você pode, por exemplo, ter um visto de turista e estar exercendo uma atividade profissional não autorizada. Para tal, você precisa ter entrado no país e essa é uma das diferenças entre ser barrado no aeroporto e deportado: quem foi inadmitido, não chega a cruzar a fronteira. Literalmente, dá meia volta, não leva carimbo no passaporte, nem nada.

Outra diferença entre as duas situações é que quem foi barrado no aeroporto, em uma próxima tentativa, não fica impedido de entrar no país. No sistema da imigração, fica uma nota registrando o ocorrido e alguns países podem fazer uma anotação no passaporte do inadmitido. Em casos de deportação, além da notificação clara no documento de viagem, fica-se proibido de entrar no país. Na União Europeia, por exemplo, a restrição de acesso vale para todos os países membros. Nos Estados Unidos, depois de deportado, não se pode entrar pelos próximos 10 anos.

Como proceder
Se você foi barrado no aeroporto, o primeiro passo é manter a calma. Não adianta perder as estribeiras ou apelar para a sensibilidade do agente da imigração. Isso pode, aliás, piorar a situação. Porém, esteja informado sobre os seus direitos e faça com que eles sejam respeitados. Todo brasileiro que fica retido pode:

Entrar em contato com as entidades consulares. Elas não podem intervir para que a entrada no país seja autorizada, mas devem garantir assistência até o retorno.

Fazer quantas ligações quiser de um telefone público, desde que se responsabilize pelos custos.

E deve receber alimentação, água e assistência médica, se for necessário. Caso isso seja negado, dificultado ou haja qualquer constrangimento abusivo, o turista vitimado pode abrir um processo posteriormente.

Solicitar um tradutor caso não fale muito bem o idioma local e isso impeça a comunicação com os agentes da imigração.

Esperar uma decisão por no máximo 48 horas. Ficar em suspenso por mais tempo que o necessário configura abuso de autoridade e rende processo também.

Na inadmissão, a má notícia é que não há chance de ser reembolsado pela passagem aérea de ida. Na volta, algumas empresas aéreas podem dispensar a taxa de remarcação. O importante é contactá-la assim que possível e comunicar o ocorrido. Cancele também todas as reservas e passeios para não ter um prejuízo financeiro ainda maior.

Deportações involuntárias, as mais comuns, e que acontecem quando se é “apanhado” na ilegalidade, significam que não há grande coisa a fazer. O deportado deve aguardar o seu envio de volta para o país de origem.

Para ficar bem longe de uma deportação, a questão é simples: mantenha-se sempre dentro da legalidade. Por mais que os procedimentos pareçam burocráticos e demorem, é melhor do que correr o risco de ficar impedido de entrar por anos.

Quando o assunto é ser barrado no aeroporto, evitar que aconteça acaba por ser mais abstrato. Você poder precaver-se ao máximo e diminuir as chances, mas ainda assim tudo vai depender da interpretação do agente da imigração. Entretanto, o mais importante é ter toda a documentação que comprove os motivos da sua viagem e ligação com o país: reservas de hotel, endereços de onde estará hospedado, passagem de volta, carta da empresa que afirme que você está de férias, até declaração de imposto de renda pode ser útil.

Lembre-se também de investigar a cultura local no que diz respeito a vestimentas, acessórios, comportamentos. Muitas vezes “destoar” da multidão faz com que o agente da imigração fique desconfiado e decida pegar no seu pé. Uma mala com conteúdo adequado também é fundamental para não levantar mais suspeitas. Garanta ainda um seguro de saúde, mesmo que seja opcional para o país de destino, e viaje portando um passaporte com validade mínima de 6 meses.

OBS: Caro leitor, se você teve alguma experiência negativa na imigração, deixe seu comentário aqui.

Fonte: E-konomista

89 Comentários

  1. Passei pela mesma situação em chicago agora em fevereiro de 2019.
    Minha conexão era chicago mas ia para san jose.

    Chegando em chicago fiz primeiro procedimento pelo toten porém saiu o X na minha foto e tive que ser entrevistada pela policial no guichê. Não falo inglês mas entreguei a carta convite a ela e esperei. Ela me pressionou muito começo falar em espanhol eu não entendia, ela pedia para repetir o endereço de onde iria ficar. Enfim fui para a salinha fui interrogada várias vezes, confiscaram meu celular, reviraram minha mala, perguntaram do meu dinheiro, eu tinha passagem de volta, tudo.. porém eles não acreditaram e tive o visto revogado e pude sair voluntariamente. Fiquei 12h nessa tortura psicológica não conseguia falar com meus pais, depois de um tempo eles deixaram eu ligar e avisá los do ocorrido. Minha família que iria me receber nos eua ligou para lá e eles bateram o telefone na cara dela. Enfim

    Fiquei numa solitária, chorei mto, não tinha fome nada só queria voltar pro Brasil, quando fui liberada meu passaporte ficou o tempo todo com o policial, ele entregou para o comandante e só pudi pegar ele aqui no Brasil depois de passar pela alfândega, conversei com o policial federal que me recebeu ele foi mt legal comigo e disse que isso acontece sempre. Enfim hj eu aceito mas ainda penso se um dia vou poder visitar os eua… era um sonho.

    Obs. Eles e disseram que posso tirar o visto novamente.

    • E vc processará o governo americano por esse abuso psicológico? Por essa tortura ? Vc sabe se pode ser feito esse processo? Vale a pena ? Ja falou com seu advogado ? Sabe os custos ? Os prós e is contras ?

  2. Aconteceu comigo em Houston dia 2 de fevereiro. Era meu trabalho! Comprava lá e vendia aqui. Já havia ido outras tantas vezes e nunca tive problemas em outros aeroportos. Fui mantida na sala com varias pessoas de outros países. Ofereceram água e comida trash mas não aceitei. Olharam toda a minha mala, cada centímetro. E no fim… Alegaram que eu não tinha vínculos com o país. O agente disse que eu podia pedir outro visto assim que voltasse desde que provasse vínculos.

  3. Viajei para Nova Zelândia no dia 19/10 . De férias por 11 dias. Conhecer a terra dos Hobbits, o povo Maori, Kiwi e etc…
    O voo fazia escala no Chile, e para começar o voo saiu atrasado, de São Paulo e eu e uma galera perdemos a conexão para Nova Zelândia. Então a companhia aérea, nos hospedou em um hotel, pois o próximo voo para Nova Zelândia, iria sair no mesmo horário que perdemos, ( para Nova Zelândia só tinha um voo por dia ).
    Já no outro dia , embarcamos no avião, 11 horas de voo, desembarquei , preenchi o formulário de imigração, passei pelo guichê, não entendi o que o policial me falou, e uma brasileira que estava na fila me ajudou, aí respondi , ele carimbou meu passaporte e sai andando , essa brasileira me disse que eu teria que pegar minha mala , passar pelos policiais para ver se tinha alguma comida, até aí ok .
    Então quando fui pegar a minha mala na esteira, e coloquei no chão , dei de cara com um policial, ele me disse que era para acompanhar ele , e então ele começou a fazer um monte de perguntas, fui respondendo, aí ele me disse que iria abrir minha mala , até aí eu sabia, pra brasileira me disse que é o procedimento, a situação tomou outro rumo , eles começaram a revistar a minha mala , buscando drogas, aí me disseramque iriam desmontar minha mala , eu disse “ ok” , eu não o que me preocupar, pois não faço uso, e muito menos transportando, aí foram desmontaram a mala e não encontraram nada, aí eles trouxeram um cachorro que ficou me cheirando como se eu fosse um pedaço de carne, e o cachorro não entrou nada, não satisfeito chamaram um intérprete espanhola, e me disseram que por lei mimimi deles , eles tinham o direito de uma revista íntima, se suspeitasse que eu levava drogas no meu corpo, tive que assinar um papel em português e inglês , fui acompanhada por três policiais femininas, para uma salinha , tirei peça por peça de roupa , fiquei pelada lá , tive que fazer movimentos constrangedores, elas levaram minhas roupas para examinar, fiquei lá pelada sem poder tampar minhas partes intimas, não encontraram nada, pegaram meu celular, tentando encontrar algo para me incriminar, mas não encontraram nada, já estava lá umas 7 horas, aí eles me levaram para o departamento de imigração deles, aí veio uma senhora super educada, me disse o nome dela, disse que iria colher minhas digitais e uma foto minha, e me deu um papel escrito que por lei mimimi eles tinham direito de estar colhendo minha digital e foto .
    Depois disso me levou para uma “sala de vidro” que para acessar ela tinha que passar um cartão por três portas até chegar nessa “sala”.
    Disse que eu teria que esperar lá , pois estaria vindo uma intérprete que falava português passaram-se uma hora +o- , vc fica lá vc vai perdendo a noção do tempo, eu estava sem celular sem bolsa sem nada, dentro da sala tinha apenas sofás e um banheiro, e se eu precisasse de algo teria que apertar um interfone que tinha lá dentro, quando chegou a intérprete, comeram novamente mais perguntas, mas essa senhora me tratou com dignidade, muito diferente dos policiais da alfândega, sarcásticos escrotos. Mais um tempo ali , eu já não tinha vontade de ficar na Nova Zelândia, me senti fusilada psicológicamente e fisicamente pelo cansaço , por fim a senhora me disse que me mandaria de volta para o Brasil. E eu estava com a passagem de ida e volta, seguro viagem , reserva de hotel , roteiro da viagem, dinheiro. Tudo certinho. Mesmo assim ela me disse que não poderia entrar na Nova Zelândia.
    Não tenho que reclamar dessa senhora , me deu o direito detonar um banho , meu deu o que comer tbm, e chamou dois médicos para me examinar, pois já tive trombose e embolia pulmonar, quando estava voltando de Londres para o Brasil. Eles me examinaram e disseram que era para tomar o anticoagulante, que eu tinha e me liberaram para voltar para coisa.
    Para entrar no avião fui acompanhada por um policial, entre primeiro que todos os passageiros, com se fosse uma criminosa, não me deram me passaporte, entregaram na mão da aeromoça e ela me disse que ficaria com ela até chegar no Chile , quando cheguei no Chile a aeromoça me disse que teria que esperar todos descerem e que um policial do Chile me acompanharia até o próximo voo para o Brasil. O policial estava me esperando na porta do avião, ele foi super tranquilo me tratou bem , fiquei com eles durante 5 horas até o horário do voo. Para entrar no voo para o Brasil foi do mesmo jeito que o voo saindo da Nova Zelândia, entrei primeiro e mimimi .
    Quando cheguei no Brasil achei que já estaria de boa da pressão, tive que ser acompanhada por um homem da segurança do aeroporto de Guarulhos , que estava me esperando na porta do avião. Não aguentei e perguntei, o que vai acontecer cmg agora , ele sorriso tentando me acalmar e me disse , vou te acompanhar até a imigração e a saída do aeroporto , depois disso vc pode seguir sozinha .
    Peguei minha mala eflui pra casa.
    Sigo buscando na internet , tentando intender o pq eles me barraram , meu passaporte ficou com dois carimbo um de entrada e o outro de cancelado.
    Não sei se terei problemas para viagem futuras.
    Quem souber de algo para me ajudar, vou ficar super grata

    • Me conta o desfecho por favor.

      Eu em agosto/2018 viajei para a Holanda, entrei pela Itália e fiz conexão para Amsterdã, até aí foi de boa, fiquei uns dias com amigos, depois decidi visitar um amigo em Londres, fui barrado, cativaram meu passaporte e riscaram em forma de cruz. Me entregaram para polícia francesa para que me retirassem da área de segurança.

      Os policiais franceses me tiraram da fronteira em Dinkerque e me liberaram para voltar para Europa, voltei de trem, passei pela Bélgica e voltei para Amsterdã e fiquei até o dia da minha passagem de volta. Quero saber se terei algum problema para entrar na Europa novamente.

    • Nossa, aconteceu o mesmo comigo dia 25/05 às 04:45 da manhã!
      Fui simplesmente barrado!
      As as 17:55 hora do voo de partida!

      Abriram minha mala, minhas roupas!
      Tudo!

      Informaram que eu estava atendendo os critérios de visitante!
      Porém o agente informou que eu não me enquadro nós quisitos TURISTA
      Passaporte válido
      Sem antecedentes
      Dinheiro mais que o suficiente
      Ticket de volta para o Brasil

      Ele simplesmente informou para min;
      Você trouxe muito dinheiro para pouca estadia!
      Eu levei cerca cê 13 mil dólares NZ

      E IRIA FICAR POR CERCA DE 35 dias!

      Resumindo fiquei 13 horas nas mesmas condições que as suas e me colocaram no voo de volta para o Brasil, meu passaporte foi entregue apenas em guarulhos!

      Fui escoltado como se fosse criminoso, sensação terrível!

      Bom a diferença é que meu passaporte veio LIMPO, sem nenhum carimbo…

      Moral da história, novazelandia eu não pisarei nem se for concedido um visto de 1 ano grátis!

  4. Olá a todos!

    Dia 24/09/18 sai de um voo do Rio para Roma – Itália com carta convite, dinheiro (porém pouco) passagem de ida e volta, com minha mãe morando no país há 10 anos, onde já estive por 3x usando os mesmos meios e dessa vez sua barrada. Fiquei 12 horas numa sala a base de pão e água, com mais 3 brasileiros, todos barrados juntos comigo, albaneses, paraguaios e georgianos. É muito claro ver que existe um certo tipo de apatia com pessoas de alguns países. Muitas vezes você está com o necessário, mas não entra porque simplesmente é brasileiro. Segundo eles, organizando a documentação posso voltar quando quiser, mas o fato é que estamos fichados e penso que sempre seremos mal vistos por isso agora. As cartas convites que fazemos de modo simples tem sido cada vez menos aceitas. É importante pedir para a pessoa que irá te hospedar que faça uma junto a polícia local ou “prefeitura” onde ela mora, assim dará mais valor que um simples e-mail por exemplo. É importante saber que você deve comprovar dinheiro de no mínimo 60 euros por dia de estadia. Além de qualquer outros comprovantes que você possa ter. Passagens de período grande também dificultam, melhor comprar para 15 dias e depois alterar se for o caso, além de assim você precisar comprar menos dinheiro também. Alguém tem um relato de ser barrado e com sucesso de entrada depois? quero tentar voltar, mas dessa vez precavida o máximo possível, final minha mãe vive lá. É uma situação que ninguém quer passar de novo, afinal somos tratados como delinquentes.

    Boa sorte a todos!

  5. Fui barrada em portugal, ia segui viajem pra Amsterdãm.
    Dia 22/06/18 data que fui barrada.
    Dia 24 me mandaram embora de volta.
    Ainda por cima tive o passaporte carimbando. Queria saber se posso tirá um outro passaporte logo. E se há possibilidade de eu ir por outro lugar. Pois sei que por lá não terei chance de passa…
    Como faço pra tirá um outro passaporte?

    • Também fui barrada em 08/06/2018. Não adianta tirar um novo passaporte as suas informações ficam no sistema. E fazer outro passaporte seria até considerado um ato ilegal. Vc pode voltar a viajar normalmente , atendendo aos critérios de entrada de cada país.

  6. Fui barrado de entrar em NY ontem, 30-06-2018, iria passar 7 dias, passagem de volta comprada, e hospedagem paga, eu e minha namorada fomos interrogados, pressão psicologica, e no fim não fomos admitidos no país. Tivemos que esperar 18 horas até nosso voo de volta, fomos tratados muito mal, humilhados. Minha namorada passou mal, pq não tinha comida decente, tínhamos que ficar pedindo as coisas básicas, e vendo eles serem ironicos, praticamente fomos tratados como criminosos, acompanhado até o avião por federais. Meu visto foi cancelado por 5 anos.

    • Mwu primo foi barrado ontem 29/06/18 em atlanta, e ate agoranao foi liberado e falaram que eleso sera liberado se a mae dele for buscar, caso contrario, ficara detido em um abrigo juvenil, sem contar que ele sofrendo mals tratos, pressao psicologica e sem os direitos que tod ser humano tem direto, como alimentaçao e banho. estamos sem saber o que fazer , alguem pode me ajudar ?

      • no dia 01 de fevereiro de 2018
        aconteceu comigo tbm kkkk
        sou carioca e estava indo para espanha
        indo do rj para portugal lisboa (imigração) destino a bilbal espanha
        e eles tbm me pararam pediram varias coisas e eu apresentei tudo legalmente e no final de tudo eles me levaram para um abrigo e so deus
        um frio da porra cheio de fome
        uma briga para me mandar de volta para o RJ
        minha irma teve que por advogado para a minha soltura
        enfim
        me mandaram de volta dia 3 de fevereiro fui levado ate a porta do aviao com seguranças e entregue meu passaporte aqui no rj
        foi carimbado com a letra C
        coloquei na justiça mais nada deu
        so disseram que eu estaria liberado para viajar

    • Victor boa noite, aconteceu exatamente a mesma coisa comigo no aeroporto de NY no dia 09/03/2018. Porém eu estava sozinho mas com todas as reservas, dinheiro e tudo certinho!

  7. Dia 12/05/2018 fui canada fui barrado pela imigracao eu voltei pro brasil ele me deu 2 opcao esperar jugamento de juiz ou voltar por cont propia decidir voltar pr brasil mais ele me disse q as portas canada estava aberta pra min voltar.queria saber qual a minha real situacao sera posso voltar msm..

  8. Nesta Segunda aconteceu exatamente a mesma situaçao cmg em Detroit… e mesmo sem eu saber a lingua, nao deram a opçao de chamar alguem do consulado para intervir pelo menos nas traduçoes…
    Pior que meu visto foi carimbado e cancelado…. tb nao sei agora por quanto tempo posso tentar novamente, da medo de gastar e passar por todos os processos novamente, chegar la e ser mandada embora de novo! Fico transtornada pela situaçao pois nao tive nenhuma ajuda e me trataram como se eu fosse uma bandida ou traficante..coisa do genero.. é muita humilhaçao!

    • ja passei por lá.. tive o mesmo problema.. mas ninguém soube responder se fomos deportados ou barrados..
      gostaria de ir novamente visitar amigos.. mas nao tentei fazer o visto.

      • Oi Renata, pois bem.. infelizmente ouve algumas informaçoes divergentes na admissão como, desconfiaram que estava indo para ficar, ligaram na empresa que eu trabalho e a telefonista estava de ferias fazia 2 dias e a nova telefonista não era da unidade correspondente ao meu trabalho e a mesma informou que nao me conhecia, foi onde tudo piorou a partir dai falaram com o dono da empresa, que confirmou que eu trabalhava e estava de ferias a alguns dias, mas mesmo assim eles nos seguraram e cancelaram nossos vistos e voltamos ao Brasil( fui em abril de 2017). Perdi todo o investimento, vistos, passagens e tudo mais.. minha grande duvida e se futuramente vou conseguir ir novamente..

  9. Meu amigo veio me visitar e estava com tudo certo até a carta de visita que eu mandei pra ele com todos os meus dados, mas o controle de imigração falou que a carta era falsa e nem se quer me telefonaram que eu acho que isso deveria ter feito , Agora ele quer voltar será que haverá algum problema o passaporte dele não foi carimbado isso aconteceu em Lisboa dia 08/ 03/2018

    • Olá eu passei por uma situação parecida no dia 04/04/2018 eu estava com minha amiga que tem cidadania espanhola e eu fui barrada eu tinha 630 euros ,passagem de volta seguro saúde eu iria passa dez dias E fiquei detida por três dias em lisboa. Eu perguntei o pq eu ñ iria entrar ele alegou que o documento da minha estava para vencer por issu eu teria que retorna ao Brasil mas botaram uma data no meu passaporte .será que essa data segnifica algo ruim ?

  10. Fui pra Londres e na imigração me impediram de entrar no país, eles carimbaram meu passaporte e marcaram uma +(cruz) encima do carimbo. Bom gostaria de saber quanto tempo depois desse ocorrido posso tentar entrar em Londres novamente?

    • Agora dia 27 de maio aconteceu a mesma coisa comigo e uma amiga.. tbm estamos querendo saber as mesmas informações. O que significa esse carimbo com esse sinal de +

  11. Sergio
    fui barrado no Mexico assim com a Sara que relatou seu caso acima, e me admira muito esse tipo de comportamento ser permitido, fui colocado numa sala sem comida, não me deixaram ligar nem pro consulado ou pra quem quer que fosse, me trataram como um bandido, surtei dentro da sala, quase fiz uma loucura, faltou muito pouco pois ja estava no meu limite! com isso concluo que as autoridades mexicanas são umas Bestas sem tamanho, pois so queria passar alguns dias de ferias, destruíram meu sonho de conhecer o Mexico e de encontrar amigos que estão por lá!

  12. OLA, SOU DO RIO DE JANEIRO E FUI A BILBAO VISITAR MINHA IRMA, E A IMIGRAÇAO SERIA EM LISBOA .
    FUI A IMIGRAÇAO COM A CARTA CONVITE QUE MINHA IRMA ME MANDOU, COM SEGURO VIAJEM E PASSAGEM IDA E VOLTA PARA 01/02/2018 E VOLTA 04/04/2018.
    E FUI BARRADO PELA IMIGRAÇAO DE LISBOA, ELES ALEGARAM QUE A CARTA NAO ERA O SUFICIENTE E TAL.
    FIQUEI DE 5:10 DA MANDA ATE 21:00 PRESO SEM COMIDA SEM AGUA SEM CIGARRO, SEM CELULAR E SO PUDE LIGAR PARA MINHA IRMA EM BILBAO AS 21H E ELA TEVE QUE POR UM ADVOGADO PARA QUE EU SAI SE DE LA
    FORA Q TEM PESSOAS LA PRESAS A 58 DIAS OUTRAS 10 E POR AI SE VAI
    E AI ELES ME LIBERARAM AS 23 H PARA VOLTAR AO BRASIL .
    ELES CARIMBARAM MEU PASSAPORTE
    QUERO SABER SE PRECISO TIRAR OUTRO PASSAPORTE E QUANTO TEMPO POSSO TENTAR IR

  13. Fui barrada hoje de ingressar no trem que leva de paris a Londres …. alegaram por que ano passado eu fiquei 5 meses , e que era duvidoso uma brasileira ter dinheiro pra se bancar durante 5 meses lá. Uai mas o visto que me deram era de 6 meses ! Sai antes do prazo pra evitar futuros problemas e acabei me dando mal de qualquer jeito ! Ingleses FDP

    • Oi Hilda, meu marido ficou 5 meses em Londres ano passado e está querendo voltar esse ano. Acho quase impossível ele conseguir também, mesmo tendo respeitado o prazo. Agora lendo seu relato, tenho certeza kkk

  14. Meu esposo foi barrado ontem em Miami, estamos aflitos porque ele só teve direito de ligar pra avisar que estava sendo deportado, e que ficaria incomunicável até voltar ao Brasil, não sabemos se vai demorar ou não, muito triste essa situação, ele tem passagem de volta comprada mas provavelmente não será utilizada.

  15. Caraca passei por tuuudo isso q acabei de ler ai em cima, preso trancado em uma salinha sem agua, comida e nem ao menos 1 ligaçao p namorada e familia ver q eu estava vivo…e pior sem eu dever nada…a pergunta é? Alguém aqui foi barrado e tentou novamente? Pq to pnsando em tentar no mes seguinte, meu caso foi em Detroit pela Delta

  16. Em 2003, eu estava indo para o Japão e fiz escala em Los Angeles.
    Assim que cheguei, fui passar na imigração e ficar na área de transito esperando o avião ser limpo e abastecido.
    Assim que os policiais pegaram o meu passaporte, me chamaram para descer e me levaram para um sala.
    fizeram varias perguntas.
    A primeira era, porque eu tinha saído de New York no dia 09 setembro de 2001 e fui para Trinidade Tobago e retornei no dia 20 em conexão por Atlanta para o Brasil.
    Expliquei que estava participando de um campeonato Mundial de Futebol.
    Falei que retornei em 2002 a Miami e não tive qualquer problema em relação a imigração.
    A segunda pergunta foi sobre os vistos que eu tinha do Egito, Qatar e Hungria no meu passaporte.
    Expliquei novamente que foi por causa das competições que participei.
    O funcionário da Varig que me acompanhava me pedia para manter a calma.
    No final eles acabaram me liberando para seguir viagem.
    Depois disso voltei outras vezes ao USA e não tinha mais nenhum problema com a imigração.
    Foi um grande susto.

  17. Também aconteceu comigo , estava indo para Irlanda , com escala em londres, mas fui barrada, pela imigração de Londres , estav com a passagem de volta , meu namorado é Irlandês, estava me esperando em londres , mas nada disso adiantou , me senti muito umilhada , pois minha primeira viajem , nunca pensei em ser deportada quando você está fazendo tudo dentro da lei , você não imagina que coisas assim vão acontecer , mas tudo bém, passou , minha dúvida maior agora , é saber se , terei problema em entra novamente na europa , pois em londres , carimbaram meu passaporte com , um x dentro , e ano que vêm estou indo para Irlanda , fazer intercâmbio, mas tenho medo muito medo de passar tudo novamente , por causa deste x no meu passarte , por causa da deportação, eu não entrei no país , me deportaram do aeroporto mesmo , em londres , falaram , que não tinham certeza , a era apenas uma viajem ou se eu estava tentando ficar ilegalmente, fiquei horrorizada , pois tinha minha passagem de volta , carta do meu namorado onde eu ia ficar que era na casa dela … mas bem , será que alguém pode me ajudar , será que terei problemas para entra novamente por causa deste carimbo em londres

  18. Se vc foi deportado dos EUA(o aeroporto) e teve seu visto cancelado, infelizmente será muito difícil vc conseguir outro visto. Este fato, a deportação, ficará por tempo indeterminado no sistema e aí vc terá que convence-los de que o agente de imigração estava errado ao te deportar. Todos que já foram ao consulado americano sabem que vc tem que responder se já foi deportado alguma vez e se foi, não adianta tentar justificar, eles não querem nem saber sua opinião a respeito. Se a resposta for sim, eles vão te negar o visto. Se vc mentir e dizer que não, eles vão descobrir e te darão mais dez anos de penalidade por mentir e isto também ficará na seu record. Quer uma dica , se você foi deportado dos EUA e não quer passar por mais humilhação e por mais gastos inúteis, procure viajar para outro país. Vc nunca mais entrará nos estados unidos de maneira legal.

      • O que ele disse é verdade. Vc não consegue mais visto e não adianta mentir que eles têm todos os dados. Fui 4 anos seguidos nos Estados Unidos com visto, de 2001 a 2004. Sempre fiquei por um período de 20 dias. Apesar de darem 6 meses. Em 2005 qdo fui para ficar mais 15 dias, cancelaram meu visto e disseram que só depois de 5 anos poderia retornar. Em 2010, fui ao consulado tentar o visto, me disseram que nunca mais poderei entrar nos Estados Unidos. Agora, 2015, meu marido pediu asilo lá, pq estava ameacado no Brasil, era agente penitenciário, entrou legal e pediu asilo. E eu estou aqui sem condições de ver meu marido e nem sei se ele conseguir asilo, se vou poder entrar. Qdo eles cancelam um visto. A gente fica inelegível pra sempre.

  19. Fiquei barrado no aeroporto de Lisboa, os agentes da imigraça7alegaram que a hospedagem estava apenas reservada e não paga!queria saber de alguém se posso retorna ao pais pois fui apenas barrado!isso ocorreu no dia 17/09/2017

  20. Estou passando por uma situação um amigo diz estar barrado no aeroporto sem poder retirar as malas estava vindo de londres diz ele nome Delbert

  21. no dia 21/07/2017 meu pai passou pela terrível experiência de ser inadmitido ao entrar no pais. Ele passou por terríveis humilhações, não recebeu água, nem comida. Estava acompanhando minha avó de 81 anos a qual ele era tutor dela. A minha avó foi obrigada a seguir viajem pelo agente de imigração, mesmo contra a vontade deles, pois ela não seria capaz de chegar sozinha de Miami a Boston. Pois eles a obrigaram a seguir diante de muita humilhação, sem nenhum dólar no bolso, pois o dinheiro em espécie estava com meu pai. E o que mais nos indignou diante de tudo ele foi ROUBADO. Isso mesmo, ROUBADO. Os bens dele foram retidos até o embarque de volta ao Brasil e quando devolveram o dinheiro faltava U$$500,00. Gostaria de saber se alguém pode me ajudar a dar um passo inicial e entrar com recurso pelo menos pelo danos materiais ocorridos.

  22. O meu caso foi tenso tb… fui deportado dos EUA na ultima semana ( 26 de junho 2017 ). Cheguei em Detroit e sendo um dos ultimos da fila, fui levado p temida salinha. Esta era a minha entrada de numero 48 aos EUA.. nunca tive nenhum tipo de problema.. mas desta vez a agente de imigracao encrencou comigo… em 2015 em uma viagem resolvi ficar p estudar no estado de massachusetts, fiz todo o processo legal e em 2016 resolvi voltar ao Brasil… tanto que em Marco deste ano voltei a Boston e nao tive nenhum problema.. na epoca fui orientado pela escola que seria importante ter um seguro saude, entao por contato com amigos fiz o Mass Health, um seguro gratuito a imigrantes … nao paguei nada por isso e sempre andei com o cartao seguro na minha carteira.. No aeroporto, a agente mexeu em tudo ( celular, malas e inclusive na minha carteira ) encontrou o tal cartao e disse que era ilegal.. bom, se e ilegal, pq eu andaria com ele na carteira? respondi… Fiquei tao tenso e nervoso que comecou a bateria de perguntas spbre amigos, oq eu fazia e etc.. um terror.. sentindo me um bandido.. que o seguro era ilegal e bla bla bla… fiquei tao tenso, que ela perguntou o nome da escola e eu nao lembrava… foi a pior sensacao da minha vida. ate que respirei fundo e disse: Olha, sei que estao fazendo o trabalho, mas eu confesso que nao preciso passar por isso, quero voltar a meu pais que sim, tem todos os problemas imaginaveis, mas eu amo e nao tenho interesse nenhum de viver aqui, gosto de vir p ver amigos, compras, passeios e etc.. ( ela dizia que eu estava mentindo ).. entao eu disse: Nao vou contar a mentira que voce quer ouvir, pq tudo que falo vc nao acredita, entao melhor resolver isso.. quero sim, voltar, nao preciso mesmo disso: E Ela me olhou, rasgou tudo que tinha escrito, e disso Ok.. pode sentar. Horas depois, titaram fotos como bandido ( achei que estava em um filme ) digitais … deram comida, fiquei em uma sala sozinho pq pedi, nao queria ficar ali no meio de todos, a sorte e que tenho um cartao de credito que me da acesso ao BOINGO WI FI gratis, e tinha sinal na sala e pude me comunicar com minha familia, pq ela queria entregar o meu cel, e eu disse que precisava p usar o jogos e o tempo passar.. e entao fiquei comunicando com amigos e familia.. 12 horas depois fui levado ao aviao por 2 policiais que foram gentis e explicaram que o meu problema foi o bendito do seguro… infelizemente! Preciso saber se alguem aqui ja passou por algo e pode orientar no que fazer,,, cancelaram meu visto mas disseram que nao estou barrado, que posso aplicar novamente p meu visto no dia seguinte… mas que possivelmente nao seria aprovado.. entao,, fiquei confuso.. pq nao acho justo passar por isso sem ter feito absolutamente nada errado… ate pq ja fui mais de 40 vezes la…
    DICA: jamais va aos EUA por Detroit… dica dos funcionarios Delta … todos os dias esse local deporta o povo.. tenso… e nao adianta virem com mimimi de que, quem nao deve nao teme.. nao devo nada e infelizmente foi o sorteado em passar por isso.. se alguem puder ajudar e ou orientar, agradeco.. Obrigado

    • aconteceu a mesma coisa comigo e fui por Chicago (nunca tinha feito escala neste estado). também cancelaram o meu visto e me deram um documento dizendo que eu posso pedir novamente o visto assim que chegasse no meu país.
      Uns me disseram que eu poderia ter insistido mais, porem, fiquei tão revoltada com a humilhação que passei que pedi para voltar. Não estava acreditando no que estava acontecendo.
      Comigo, foi por conta do meu marido que ficou mais tempo que o previsto lá. eu voltei no período estipulado.
      Estou tentando novamente o visto, não sei qual será a resposta, mas estou tentando.

    • Nossa te entendo, passei ontem por isso, eu e minha namorada, fomos levados para a sala em NJ, fomos deportados depois de 18 horas de espera. Levados para o avião por 2 policiais, igual aconteceu com vc.

  23. Eu vivi na Índia por quase 4 meses (tinha o visto de turista de entrada única) e em seguida fui para Filipinas, fiquei quase dois meses e iria retornar para a Índia (já que meu tiket de volta para o Brasil partia de lá). Fiz escala em Singapura e ao chegar na Índia, não pude entrar no país, mesmo que por poucas horas, pois tinha tickets e meu vôo sairia da Índia em menos de 4 horas, meu visto apesar de ainda faltar dias para completar os 6 meses de direito, era de entrada única e eu já tinha usado (o que me causou o grande problema). Eu acreditava que conseguiria entrar já que estava com os tickets aéreos em mãos confirmando minha volta ao Brasil. No mesmo vôo que fui de Singapura para a Índia, a Índia me enviou de volta para Singapura, detalhe.. minha mala ficou na Índia. Fui muito bem tratada pela a companhia aérea que aliás me prestaram serviços e assistência que eu não teria direito. Ao chegar em Singapura percebi que algo de muito ruim poderia acontecer e por isso já deixei amigos e familiares cientes de minha condição, os agentes de imigração me fizeram muitas perguntas, me levaram para uma sala onde tiraram fotos 3×4 e colheram minhas digitais, em seguida me levaram para a “tal salinha” do aeroporto destinada à imigrantes ilegais e a partir de lá fiquei incomunicável. Apesar do desespero, não passei fome e nem sede pois comida, água e beliches com cobertores foram oferecidos. Pedi para que me deportassem porque não estava suportando aquela situação e eles me disseram que isso não era possível pois não tinham nada contra mim, mas que alguém tinha entrado em contato com eles para resolver minha situação. Depois de mais de umas 20 horas me chamaram e disseram que eu estava liberada para voltar ao Brasil e que o portão onde eu pegaria mei vôo já estava aberto e eu tinha menos de 5 minutos para pegá-lo, corri muito para agilizar com os papéis para sair do país e no final tudo deu certo, fiz escala em Londres e por fim vim para o Brasil. Ao chegar aqui, descobri que uma amiga tinha explicado minha situação para eles e por realmente eu ter os tickets que comprovavam minha volta ao Brasil, mesmo perdendo-os, eles me arranjaram novos tickets sem custo algum. Meu passaporte só ganhou um carimbo “Departed” em Singapura e nada mais. Minha mala chegou no dia seguinte com todos meus pertences intactos apesar de eu não ter colocado cadeado (isso já foi sorte). Essa é minha história e detalhe.. Meu inglês é o básico dos básicos (rs). Espero não mais passar por isso.

  24. Comigo aconteceu no dia 10/06. Estava indo para Nova York, me barraram por estar levando pouco dinheiro. Levava pouco pois ia ficar na casa de amigos e meu marido ia me encontrar dias depois, msm assim acharam que estava indo p trabalhar. Não adiantou argumentar, fui muito mal tratada, cancelaram meu visto, ameaçaram me processar se não respondesse um questionário de acordo com o que eles queriam. Tiraram todas as minhas coisas de mim, não me deixaram ligar p meu marido é nem p embaixada. Passei fome, frio, sede e muito medo. Pois me levaram algemada p uma prisão com todo tipo de criminoso, homens e mulheres. Passei por revista íntima e fui fichada. Qdo retornei ao aeroporto me deixaram ligar p meu marido, mas no viva voz, por 1 min e estava proibida de contar o que estava passando. Foi o pior pesadelo q já vivi.

  25. Eu fui barrado no Aeroporto de Casablanca, Marrocos (2016). Foi a coisa maias horrível da minha vida. Fiquei mais de 20 horas se comer ou beber água. Não deixaram eu entrar em contato com a embaixada brasileira ou familiar. Falaram coisas para mim que até hoje não tenho ideia – considerando que não falo árabe.

    Depois disso o Itamaraty entrou em contato questionando o motivo da minha não admissão, e eles informaram que eu estava indo para o Egito para juntar-me ao Estado Islâmico, o serviço de inteligência do país detectou isso e por essa razão negaram minha entrada. RÍDICULOS!

    • Com minha irmã aconteceu a mesma coisa essa quinta-feira, ficamos desesperados.
      Ela esta em choque pois a primeira viagem dela, primeira vez que voava de avião. De Milao levaram ela para Casablanca, pegaram o celular dela, deixaram ela presa em uma cela com homens deportados.
      Ela sofre de anemia e deixaram ela sem comida, água ou comunicação.
      Foi no carro de policia com deportados e escoltada por policiais.
      Deixada em Casablanca sem assistência alguma da CIA, deram um pedaço de pão sem higiene alguma e café como se fosse um animal.
      RIDICULO! Como recorrer? Alguem ja entrou com processo?

  26. Gente, vou relatar o meu caso na Europa. Creio eu atípico.
    Depois que meu visto pro Canadá foi negado eu fiquei com essa coisa de imigração feito um pesadelo na minha cabeça! Toda vez que chego em qualquer país é uma tensão só.
    Em Maio/2017 estava eu voltando para a Europa pela quarta vez, para passar uma semana com carta convite do evento que eu ia.
    Quando cheguei na imigração no aeroporto de Munique o oficial folheou meu passaporte e disse para que eu aguardasse. Ele nem pediu outro documento. Ele olhou todas as páginas do meu passaporte (13 páginas com carimbos/vistos) e meu visto antigo de estágio emitido pelo consulado alemão em São Paulo.
    Um outro policial veio e me conduziu a salinha. Eu não fazia ideia do porquê.
    Eu estava com tudo em ordem; passagem de retorno para dali a 7 dias, seguro viagem (que nem pediram para mostrar), carta do evento que eu ia na Alemanha (que eles analisaram só na salinha), dinheiro na minha conta em um banco da Alemanha (também não pediram pra ver em nenhum momento).
    Passadas por volta de 2,5 horas na salinha me disseram se eu queria voltar para o país de qual eu tinha feito conexão. Eu na hora fiquei desesperada, não acreditava que ia ser deportada, e ainda disse que eu não entendia porque aquilo estava acontecendo. Falei que se eu fosse para algum lugar seria para Londres, cuja passagem aérea eu mesma iria comprar. Eles disseram que poderia ser e voltaram a discutir meu caso, fizeram perguntas sobre a quantidade de dias que passei na Europa nas últimas estadias etc.
    Foi aí que eles me explicaram que o Consulado de São Paulo emitiu um visto de estágio errado para mim (quando eu estagiei na Alemanha; na minha ida anterior para lá). Sendo assim eu extrapolei os 90 dias como turista somando os meus dias de trabalho (que eram 3 meses).
    Ou seja, estava pagando por um erro que eu não cometi. Afinal eu sempre contei os meus dias de permanência e segui as recomendações. Sabendo que nós, brasileiroas temos 90 dias a cada 1 ano.
    Foi aí que eles continuaram discutindo sobre o meu caso com vários outros policiais e por fim decidiram deixar eu entrar.
    No fim das contas, foi uma situação muito incômoda. Cheguei na imigração ás 8h30 e saí da salinha ás 13h40. Eu passei por um desgaste desnecessário que nunca imaginei na vida passar. Na viagem anterior, eu tinha feito todo o procedimento do meu visto de forma correta, segui as recomendações do consulado alemão em São Paulo e sempre tive meus documentos e propósitos de viagem muito claros.
    Portanto… muitos dizem; quem não deve não teme. Concordo. Mas neste caso, eu não devia nada, não tinha feito nada de forma errada e passei por um stress enorme. Quase fui deportada indevidamente.
    De um modo geral, eu não fui maltratada de forma alguma pela polícia da Alemanha. Pelo contrário. Eles foram muito educados nos procedimentos e realmente perceberam que eu não tinha feito nada de errado e talvez por questões de procedimento demoraram a encontrar a solução. Por mais que eu tenha ficado nervosa, talvez acho que eles estavam fazendo o trabalho deles de averiguar um visto que poderia ser talvez falsificado ou sei lá o que eles pensam. O fato é que o desgaste é irreparável. É uma sensação muito ruim consigo mesmo, como se eu tivesse cometido algum crime. Quando o avião pousou em Munique eu podia ver os Alpes e estava radiante por voltar! Depois do ocorrido, eu não recuperei essa felicidade durante toda a viagem.
    Mas graças a Deus deu tudo certo! E daqui alguns dias voltarei para a Europa e estou MUITO CONFIANTE que esse episódio não irá me prejudicar de forma alguma para entrar lá!

    Boa sorte a todos!!!

  27. Deportação é pá de cal. Eles não perdoam facilmente e na maioria dos casos vc será impedido definitivamente de entrar nos EEUU. Essa conversa de esperar por 5, 10 e 20 anos para tentar um reingresso no país é conversa fiada e perda de tempo e dinheiro. Se tentar o visto e perguntam se foi deportado alguma vez e vc foi, vc responde sim ou não? Se sim, 99,99% de te negar; se não 100%.

  28. Fui deportado do aeroporto de Orlando em novembro de 2016, viajava sozinho, quando tinha dito na entrevista de visto que seria uma viagem com minha esposa. O oficial carimbou meu passaporte e autorizou entrar. Em seguida outro oficial perguntou em espanhol se estava solo. Disse que sim, então começaram varias perguntas. Disseram que minhas respostas não eram compatíveis e fizeram a deportação de imediato. Pra minha sorte não fiquei por dias esperando voo. Havia um avião da mesma companhia aérea saindo. O procedimento que tomaram foi apenas de me conduzir até uma sala com um oficial superior, que fez mais perguntas e por sinal, foi muitíssimo educado comigo, perguntou se sofri algum constrangimento por parte do oficial que me barrou. Logo ele disse que meu visto seria cancelado e que não tomaria nenhum castigo. Me desejou boa sorte e outros dois oficiais me conduziram até o avião. Foi tudo muito rápido.

  29. Quem é barrado no aeroporto tem direito a nada… em dezembro de 2016 fui ao Mexico e fui impedida de entrar e pude nem falar c a pessoa que estava me esperando no aero. Eles simplesmente colocam a gente em um comodo e nos deixa incomunicaveis o dia inteiro e ainda pegaram minha passagem de volta para me mandarem de volta p o Brasil, ou seja, perdi minhas passagens de ida e volta. Só obtive perdas. E tudo porque eu só queria ir no Mexico pra ir num show de uma cantora que eu amo 🙁
    Mas final do ano tentarei entrar de novo e vamos ver se vou ter sorte dessa vez.

  30. Olá,tenho que fazer uma leve correção, disseram que quem e negado,nada acontece no passaporte,nao tem nenhum carimbo. Em 2013 fui negado em Londres e sim,ganhei um carimbo com uma cruz feita de caneta preta! Ou seja,carimbam e sujam sim seu passaporte.

    • Eric , voce teve que que fazer outro passaporte ?porque acabou de acontecer isso comigo e eu nao ia permanecer em londres apenas fiz uma escala , eu ia para Dublin , mesmo assim me barrarao , foi horrivel e ainda ganhei esse carimbo , voce fez oque

      • sera que alguem pode me ajudar , oque devo fazer , um novo passaporte , porque esse meu estava novinho , eu nunca tinha viajado antes , quando viajei fui barrada em londres, indo para irlanda , fiquei o dia todo la e me deportaram 22;00 horas para o brasil e ainsa ganhei um carimbo com um x preto , tenho que fazer outro passaporte ou uso o mesmo , foi muito triste eu não ia ficar em londres ia para Dublim

          • Sim claro que posso , então em Maio, dia 8 embarquei para viajar pra Irlanda , com escala em londres , com toda documentação, a primeira viajem da Minha vida com tudo pago , pelo meu namorado ,estou falando isso porque eles me questionaram , quem tinha pago , porque não fui eu quem paguei ,não falo inglês, por isso tive ajuda de outros brasileiros , por a agente da imigração não deixou meu namorado se aproxima , detalhe ele já estava me esperando , em londres , então para mim não tinha nada errado, me perguntaram muita coisa sobre meu namorado , perguntaram se pergunta da para onde voltar , no brasil, eu respondi claro que sim , eu iria ficar apenas 10 dias , mas quando me perguntaram , do dinheiro para entra no pais, quanto eu tinha , respondi que estava tudo com meu namorado , talvez seja esse nosso erro , ele penso que estando comigo , o dinheiro poderia estar com ele , mas não tinha que estar comigo , então me deram um chá de cancaso , no aeroporto , e anoite me falaram que eu ia ser deportada , não me deixavam usar o telefone , meu namorado , não sabia oque estava acontecendo comigo , fiquei com muito medo , pó não saber falar o inglês e não intender nas do que estava acontecendo , mas então fui deportada as 22:00 horas emlondres , mas não que vêm em janeiro , vou fazer um intercâmbio pago pelo meu namorado , mas estou com medo deste carimbo , no meu passaporte , tenho medo porque fui deportada , mas não cometi nenhum crime , apenas falaram aí meus documentos não eram suficientes mente bom para entra no pais , e não iriam me deixar entra em londres para ir para Irlanda

      • Então estou com o mesmo passaporte até agora , queria saber se terei problema, com esse x , por que meu caso é igual ao seu Eric , também estou com esse x com a caneta preta , o pq Dublin , e me barraram em londres , e eu também não ia ficar lá em londres , apenas uma escala, queria ajuda , sera que preciso fazer outro passaporte , ou consigo entra com esse passaporte carimbado

    • Mas você conseguiu viajar novamente com esse carimbo , também ganhei esse x em londres , essa é minha dúvida , será que consigo entra na Europa novamente com esse x sem ser deportada denovo , vou fazer um intercâmbio ano que vêm , estou com medo , e acontecer novamente

  31. Desculpe mas vcs não souberem exigir o direito de vcs.
    Quando no guiche ainda a mulher oficial chamou meu passaporte de trash (lixo) eu só falei excuse me e expliquei a ela o q eu sabia e q era d fato, q nosso passaporte não é documento nosso, sim da República do Brasil e ela estava levantando um xingamento para uma nação não para um cidadão .. posso falar q mesmo Send mulher e tendo q ter mulher comigo, ela sumiu .. desapareceu e na maioria do tempo q fiquei lá (quase 24h ) fui relativamente bem tratada inclusive ligando para duas pessoas, uma aqui nos EUA e outra no Brasil … a cia aérea foi sensacional tb tanto comigo quanto com meus parentes no Brasil …
    Comi, e dentro do que eles devem fazer , fui respeitada.
    Infelizmente as vezes só temos que mostrar q conhecemos nossos direitos mas eles foram frios mas não me trataram d forma abusiva nenhum momento. Apesar de não ter concordado com a decisão de terem me mandado de volta.
    Mas 99% lá q eu vi era gente q tava errado mesmo.. tava indo ficar ilegal ou c histórias mirabolantes ….
    Isso foi em 2012 no JFK

  32. TUDO MENTIRA….
    QUEM É BARRADO INDEPENDENTE DO MOTIVO E DO PAÍS DE ORIGEM NÃO TEM DIREITO A NADA, SOFRE COM A TRUCULÊNCIA DOS OFICIAIS AMERICANOS DA IMIGRAÇÃO TEM TODOS OS DIREITOS NEGADOS, NÃO CONSEGUEM SE QUER FAZER UMA LIGAÇÃO PARA AVISAR OS PARENTES E AINDA SÃO HUMILHADOS PÚBLICAMENTE.
    MEU NOME É FICTICIO POIS TENHO MEDO DE SOFRER RETALIAÇÕES POIS ISSO ACONTECEU COMIGO UM MÊS ATRÁS.

    • Lamentável termos sido vítimas de discriminação e tratamento humilhante e abusivo. Enquanto tantos cidadãos americanos são bem recebidos no nosso país.
      Aconteceu comigo também, lá não temos direito a nada, exceto aceitar passivamente tudo isso. Ainda tive minhas respostas enviesadas, e fui obrigado a assinar este relatório sem que eu pudesse entender o conteúdo do que havia sido escrito.
      Não pude falar com quem me esperava no aeroporto, e não pude falar com alguém no Brasil em quase todo o período que eu estive esperando para voltar (mais de 12 horas).

      • Nossa Guilherme. Vc tem direito a se comunicar pelo menos. Que absurdo. Concordo com vc. Todas as nacionalidades são recebidas muito bem no Brasil. Tenho vários conhecidos que vieram centenas de vezes para o Brasil e sempre recebem o mesmo bom tratamento. É uma pena que o sistema seja assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.