Dicas para economizar na compra de moeda estrangeira

1
1264
Com o Real desvalorizado, qualquer economia já ajuda. Separamos cinco dicas clássicas que vão facilitar a preparação da sua viagem e fazer seu dinheiro valer mais.
 
1 – Muita calma nessa hora
Se a viagem ainda está longe, fique sempre ligado na cotação do dia e compre moeda aos poucos. Um dia você vai acabar comprando mais caro do que no outro, mas arriscar e comprar tudo de uma vez, com uma só cotação, costuma ser desvantajoso. Além disso, ao comprar poucas quantias, você não precisa ter todo o dinheiro em mãos de uma vez e pode ir juntando aos poucos.
 
2 – Pesquise e compare
Tudo bem ter uma casa de câmbio que você confia e prefere, mas há plataformas online que ajudam a comparar preços e encontrar o melhor valor, com segurança. O site Melhor Câmbio é o mais popular e de fácil utilização.
 
Outra alternativa é olhar o ranking que o Banco Central divulga todos os meses, com a média dos valores cobrados por corretoras. O valor não é a cotação do dia, mas é possível observar o comportamento das corretoras e ver qual costuma vender mais barato do que as outras. Depois, é só entrar em contato com ela e ver se o valor é mesmo convidativo.
 
3 – A união faz a força
Essa dica vai bem com a dica número um. Compras de moeda em grande quantidade costumam resultar em taxas menores das corretoras. Como você irá comprar aos poucos, uma boa saída é juntar mais pessoas interessadas naquela moeda e fazer a compra em conjunto. Vale até pedir um desconto. Todos ganham!
 
4 – Escolha bem a moeda
Evite comprar moedas que tenham pouca circulação no Brasil. Aposte nas moedas fortes, como dólar, euro e libra. Se você precisa de ienes para uma viagem ao Japão, por exemplo, seus reais poderão render mais se comprar dólares americanos por aqui e converter quando chegar ao destino final. Como o dólar tem mais saída no Brasil, as casas de câmbio nacionais conseguem comprá-lo e vendê-lo por um valor que compensa mais para o consumidor do que moedas mais exóticas, que vendem pouco. Mesmo tendo que fazer a conversão duas vezes e ser taxado duplamente, há grandes chances dessa manobra compensar financeiramente.
 
5 – Fuja do aeroporto
É tentador chegar ao país da viagem e correr trocar o dinheiro na casa de câmbio mais próxima, ou seja, aquela no saguão do aeroporto. Porém, essas lojas geralmente cobram um valor maior pela moeda do que você irá encontrar em casas de câmbio fora do aeroporto. Se chegar ao destino sem nada do dinheiro local, troque apenas uma pequena quantia e depois procure outra casa de câmbio dentro da cidade (e peça indicações dos melhores lugares!).
 
Fonte: Ana Luiza Tieghi/ Viaje aqui

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here