Por que Los Angeles está pintando o asfalto da cidade de cinza claro

0
6525
Os ventiladores de teto e os aparelhos de ar condicionado conseguiram apenas aliviar os efeitos da sufocante onda de calor que atingiu o sul da Califórnia recentemente.
 
Foram dias em que a maioria dos moradores de Los Angeles desejaram morar em um dos bairros que há algumas semanas testa uma nova ideia para combater as altas temperaturas.
 
Trata-se do CoolSeal (“selo fresco”, em tradução livre), uma espécie de pintura de cor cinza claro que “refresca” o asfalto e que foi criada para combater o chamado fenômeno da “ilha de calor” urbana.
Concentração de calor
Não é de se estranhar que o projeto piloto para colocar à prova a eficácia do CoolSeal tenha começado na cidade de Los Angeles.
 
Cercada pelo deserto e coberta por milhares de quilômetros de asfalto, a maior cidade da Califórnia é um exemplo do efeito da ilha de calor, um fenômeno térmico que ocorre nas regiões urbanas por causa das bolsas de altas temperaturas, um efeito da combinação de cimento, asfalto, telhados escuros e escassez de árvores.
 
O prefeito da cidade, o democrata Eric Garcetti, quer reduzir a temperatura média em dois graus Celsius nos próximos 20 anos, segundo o jornal “Los Angeles Times”.
A aplicação de CoolSeal pode ser uma das soluções.
 
No momento, os resultados são animadores, disse à imprensa Greg Spotts, diretor-assistente do departamento de manutenção de ruas da prefeitura de Los Angeles.
 
“Vimos que, em média, uma zona pintada com CoolSeal é entre 8 e 9 graus mais fresca que o asfalto escuro no mesmo estacionamento”, disse Spotts.
 
Substituto de outros sistemas refrescantes?
 
Por enquanto, o experimento foi aplicado em dois bairros de Los Angeles e está em sua fase inicial.
 
Mas as autoridades têm esperança de poder estendê-lo a outros bairros e até mesmo outras cidades do Estado e do país.
Alguns pesquisadores têm a mesma esperança.
 
“Já temos uma tecnologia eficaz para nos protegermos das ondas de calor, chama-se ar condicionado”, diz em tom de brincadeira Alan Barreca, professor de ciência do meio ambiente da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA).
 
“Mas há algumas razões pelas quais o ar condicionado pode não ser uma boa solução a longo prazo”, afirma.
“Por um lado, os aparelhos de ar condicionado emitem hidroclorofluorcarbonos (fluidos de refrigeração conhecidos por sua sigla HCFC) e consomem energia, provocando o aumento dos gases do efeito estufa”.
 
“Por outro, nem todo mundo tem condições de ter ar condicionado. Isso me preocupa de um ponto de vista moral. O asfalto fresco beneficiará a todos, independentemente da fonte de renda”, disse Barreca à BBC Mundo.
 
Fonte BBC / Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here