Vagas para professores de português nos EUA

0
205
Exercer a profissão em outro país é um desafio que soma muito à carreira. São diferentes culturas, idiomas e experiências que ajudam a enriquecer o currículo e ganhar pontos como diferencial. Quem dá aulas pode concorrer às vagas para professores de português nos EUA, oferecidas através de bolsas de estudo com início entre agosto e setembro de 2018.
 
A oportunidade é oferecida pela Comissão Fullbright Brasil, através do programa Foreign Language Teaching Assistant (FLTA), e as inscrições vão até dia 1 de outubro de 2017 através do site do programa de bolsas.
 
Como concorrer às vagas para professores de português nos EUA
A proposta da Fullbright é atender as necessidades de formação de estudantes e pesquisadores em estreita coordenação com os governos do Brasil e EUA. As bolsas de estudos são divulgadas em editais, e você pode conferir na íntegra o edital para as vagas para professores de português nos EUA.
http://fulbright.org.br/wp-content/uploads/2015/03/FLTA-Call-2018-2019.pdf
 
Segundo o edital, o programa FLTA visa aumentar o entendimento mútuo entre EUA e Brasil e promover a proficiência em língua portuguesa nas faculdades e universidades norte-americanos. Os professores brasileiros também poderão aperfeiçoar as habilidade de ensino, aumentar a proficiência em inglês e ampliar o conhecimento das culturas e costumes dos Estados Unidos.
 
São 20 bolsas para jovens professores brasileiros para um ano acadêmico (nove meses), com início em agosto/setembro de 2018 e encerramento em maio/junho de 2019. O candidato deve permanecer no Brasil durante a seleção, afiliação e ida para os EUA.
 
Eis os pré-requisitos para concorrer às vagas para professores de português nos EUA:
 
Diploma de bacharel em inglês/língua portuguesa após 31 de dezembro de 2012;
Comprovar proficiência em inglês por meio do TOEFL, com nota mínima 79, ou IELTS, com nota mínima 6; Ser cidadão brasileiro.
A bolsa não pode ser acumulada com outras subvenções similares com o mesmo propósito e o candidato não pode ser acompanhado por dependentes durante o período nos EUA.
 
Os candidatos são obrigados e chegar e ir embora na data indicada, e os assistentes de ensino são obrigados a frequentar dois cursos acadêmicos por semestre, um deles relacionado com estudos americanos – como história e cultura americana.
 
A Comissão Fullbright concede alguns benefícios para os candidatos e arcará com:
 
*Auxílio moradia e alimentação, variável de acordo com a instituição;
 
*Seguro-saúde limitado através da ASPE (Programa de Acidentes e Doenças para Intercâmbios);
 
*Passagens aéreas;
 
*Taxa de visto J-1;
 
*Seminário de orientação em São Paulo.
 
As instruções de aplicação estão disponíveis nesse link. http://fulbright.org.br/wp-content/uploads/2015/03/FLTAs-Application-Instructions-3.pdf
Os seguintes documentos são exigidos:
 
*Páginas de identificação do passaporte brasileiro; se o candidato já recebeu um visto J-1, cópia do formulário DS-2019 e o visto no passaporte;
*Carteira de motorista;
*Diplomas oficiais completos e certificados acadêmicos, abrangendo todo o período de estudo na universidade e outros estudos secundários;
*Currículo em inglês com, no máximo, três páginas;
*Exames de proficiência em inglês;
*Três cartas de referência em inglês.
 
Além disso, o candidato às vagas para professores de português nos EUA devem gravar um vídeo de 30 segundos em inglês respondendo à pergunta “Por que você quer participar do programa FLTA?” e enviar para o e-mail: flta@fullbright.org.br.
 
Sobre a Comissão Fullbright
Programa de bolsas fundado em 1946, a Comissão Fullbright tem como objetivo promover o intercâmbio entre os EUA e outros países do mundo. Criado por lei do Senador J. William Fullbright, desde então foram mais de 370 mil bolsas de estudo, pesquisa e ensino a cidadão norte-americanos e de outros 150 países.
 
No Brasil, o programa chegou em 1957 e comemora 60 anos de existência em 2017. Quase três mil norte-americanos vieram para o Brasil durante esse tempo, enquanto mais de 3.500 brasileiros chegaram à terra do Tio Sam para estudar.
 
Fonte: Hintigo / Consulado dos EUA no RJ
 
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here